Sejam bem vindas e bem vindos para conversa regada a uma boa xícara de chá.Qual o seu preferido?


sábado

Sobre o sol,sobre a chuva e sobre ser feliz

Sem internet em casa e na verdade sem o computador funcionando, feito o que deveria ser uma constante, intermediando entre navegação e leitura das muitas coisas que tenho guardado. Se tenho guardado é porque um dia iria querer ler novamente. E estou lendo agora já que me oponho a ter uma televisão em casa,já que não posso pagar TV fechada. Na revista Bons Fluidos a matéria falava sobre como administrar sua vida financeira e no começo da matéria dizia assim”... Ninguém se sente lá muito a vontade para falar de questões financeiras. Mas elas estão ali,fechadas em uma sala, em pleno fim de semana exatamente porque querem aprender a lidar melhor com isso.”
Por que as pessoas atribuem somente aos dias ensolarados a possibilidade de ser feliz? Por que acham que só em dias de sol é que coisas boas podem acontecer? Qual o problema com os dias nublados? Qual o problema com os dias chuvosos?
Bem antes das cidades alagadas por conta de falta de ordenamento urbano já se tinha essa indisposição com os dias de chuva. Ou ainda com os dias de frio.
Como observadora e fã da natureza em  todas suas matizes,sempre gostei de todos os dias,mais de uns (dias nublados e chuvosos) do que de outros. Preferir dias que pedem um chá quente ou um aveluddo chocolate talvez até com alguma bebida alcoólica, não me deixaram de apreciar o sol penetrando meus poros,iluminando a todos lados ou ficar feliz por sentir a cidade mais perfumada e com uma explosão,como expressa a palavra em inglês “awesome”,de cores inebriantes...awesome.
Quando se está feliz não há condições para sê-lo. É-se!

E porque não,ser feliz em cada oportunidade de vida que se tem? Nos dias de sol,beber uma bebida geladinha,refrescante, comer uma salada de fruta, uma salada de folhas com um molho leve de azeite com alguma erva mentolada (endro,hortelã), na primavera,poder colher mais flores que em todas as outras épocas do ano, no outono,aproveitar aqueles momentos que já pedem mais sopa,mais comida quente,começar um momento de mais introspecção,de agradecer pelas coisas conquistadas já em meio ano? E enfim no inverno...as comidas mais gordurosas para manter o corpo aquecido, os bate papos com a família ou amigos em reuniões mais íntimas, com mais afeto. Sim o inverno promove mais afeto,mais aconchego. 
Mais reflexão do que se conquistou,balanços,para quando o sol voltar a arder e nos incentivar a de novo,atitudes mais leves,com mais liberdade,já que as roupas agora são mais leves,mais frescas com mais mobilidade...e os ciclos se renovam...e a roda da vida gira.Por que não apreciar todos os dias, todas as manifestações da natureza? Sim,sempre teremos a ou as mais queridas...mas porque sentenciar como inoportuna uma e valorizar só outra?


Um comentário:

Priscila Sant'Anna: disse...

Como tu estás Lívia?
Não nos falamos mais! Como andam as coisas no Ateliê, os estudos, os gatos, enfim, a vida?
Manda notícias.
Beijos
Pri